Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos
  • 11 A 14/01
    San Diego
  • 15/01
    Rumo a Los Angeles
  • 16 A 21/01
    Los Angeles
  • 22/01
    Rumo ao Vale do Silício
  • 23 A 29/01
    Vale do Silício
 

"Lei do Moore não morreu", diz Intel; CPUs Cannon Lake de 10 nm chegam em 2017







A Intel confirmou que, apesar de ter abandonado seu processo tick-tock – adotado desde o começo de 2006 – a Lei de Moore ainda não morreu. Isso porque a companhia anunciou que ainda vai lançar as CPUs Cannon Lake, Intel Core de 8ª geração, em 2017.

A lei prevê que, a cada 18 meses, o número de transistores nos chips de nova litografia iria aumentar em 100% em relação à anterior, sem aumentar o seu custo.


Gordon Moore terá mais uns meses para dizer "eu estou certo!"

Com o lançamento dos processadores Kaby Lake (Intel Core de 7ª geração) em 14 nm no começo do ano, muitos especialistas previram que a geração Cannon Lake e seus 10 nm não chegariam até 2018.

Isso mudou durante a própria CES 2017, quando o CEO da Intel, Brian Krzanich, demonstrou um protótipo de dispositivo 2 em 1 que roda com uma CPU Cannon Lake em seu interior.

"Para aqueles que se perguntam se a Lei de Moore está viva, se os 10 nanômetros estarão aqui, a resposta é definitivamente sim", disse Krzanich.

Qualcomm anuncia o Snapdragon 835, seu novo topo de linha

Enquanto isso, a Qualcomm lançou o Snapdragon 835, o primeiro processador do mundo criado em 10 nm. Já a TSMC trabalha no desenvolvimento de chips de 7 nm.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *